Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Bancário Aposentado, Escritor, Poeta, Administrador de Empresas, MBA em Negócios em Financeiros, Pós-Graduado em Gestão de Instituições do Ensino Superior, Especializado em Diálogo, Capacitação Locução e Apresentação de Rádio e Televisão. Militante do PCdoB.

Java

As mulheres farão nosso futuro

Sentido machista, anti-democrático, na verdade e a bem da vida esses sentimentos têm sido minorias, senão casos isolados.
Muito embora a força do poder econômico tenha imposto suas vontades, difícil seria não fazê-lo, nossa democracia tem se solidificado, dia após dia, à nível de Brasil, e agora no limiar de uma Nova Era, com a provável assunção da Primeira Mulher Presidenta do Brasil, definitivamente, muitos conceitos pernósticos deverão passar por um processo de reciclagem, adaptação e acomadação.
Essa democracia chegará também aos pequenos municípios de nosso Brasil e por que não dizer de nosso Estado, tão sofrido, tão sucateado, onde o povo induzido elege aqueles que os dominarão e usurparão as paupérrimas riquezas de nossas cidades, senão bastasse, a apropriação indébita dos repasses dos municípios, tirando o pão, a educação e a sáude da pobre população sofredora, a verdadeira patroa de todos esses miseráveis sanguessugas que se tornam novos milionários isolados da realidade.
Graças à Deus, graças somente e tão somente a determinação da orientação federal democrática que estimula as demais forças estaduais e municipais, essas quadrilhas de falsos espertos, por que eles pensam que a população não vê e que o povo massacrado e ressentido perdeu a vontade de viver e o desejo de independência e de participação na vida comunitária, por que quanto maior a opressão maior o poder de reação, justiça e denúncia, cada vêz mais anônima, cada vêz mais documentada.
Dilma poderia até ser desconhecida senão fosse uma pessoa decidida, que sabe combater e já demonstrou seu espírito de luta contra opressores.
E é com base nessa determinação que esperamos o melhor na construção de um Novo Brasil de Cara Nova.
Viva a Democracia que determinará um futuro de nossos filhos e de nosso povo.

Vantagem de Dilma sobe para 12 pontos

Dilma abre 12 pontos de vantagem, aponta Datafolha Segundo instituto, a candidata do PT tem 56% dos votos válidos, contra 44% de José Serra (PSDB)
Considerando os votos válidos, a candidata petista tem 56%, e o tucano, 44%, aponta Datafolha.
SÃO PAULO - A pesquisa do Datafolha divulgada na madrugada desta sexta-feira, 22, aponta a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, com 56% das intenções de voto e está com 12 pontos de vantagem sobre José Serra, do PSDB, que está com 44%.
Na pesquisa do dia 3, a simulação feita na ultima pesquisa apontava a candidata petista com 57% e o tucano com 43%.
Os dois candidatos oscilaram na margem de erro em relação a última pesquisa realizada pelo instituto: Dilma seguia com 54% e subiu para 56%, e Serra que tinha 46%, passou a ter 44%. Na soma dos votos totais, Dilma Rousseff tem 50% (47% no último levantamento). José Serra tem 40% (antes tinha 41%).
Em relação aos votos em branco, nulo ou nenhum, são 4%. Os eleitores indecisos somam 6%.
Fator Marina: Dilma sobe oito pontos; Serra perde cinco pontos
O levantamento mostrou que os eleitores de Marina Silva (PV) mostraram preferência a Dilma Rousseff. A candidata do PT teve crescimento de oito pontos e de 23% subiu para 31%. Porém, apesar de Serra ter a preferência dos eleitores, ele teve uma queda de cinco pontos, passando de 51% para 46%.
O instituto ainda apontou que 88% dos brasileiros já estão decididos em quem vão votar no 2º turno e 10% poderiam mudar o voto.
Os dados dos eleitores por sexo mostram que Dilma tem a preferência dos eleitores homens, com 55%, contra 38% de Serra. Já entre as mulheres a disputa esta mais apertada, 45% votarão em Dilma e 41% vão votar em Serra.
Horário político na TV
A audiência do horário político também aumentou. 63% eleitores afirmaram que assistiram pelo menos uma vez a propaganda nesta semana. Na semana anterior o índice era de 52%.
A região Sul foi a que mais assitiu o horario eleitoral, com 71%, já no Nordeste, 61% dos eleitores disseram acompanharam a propaganda política.
Voto por regiões
O Datafolha fez o levantamento por segmento de regiões: Sul, Sudeste, Nordeste e Norte e Centro-Oeste. José Serra lidera apenas na região Sul, com 50%, contra 39% de Dilma Rousseff.
No Sudeste, Dilma está a frente por um ponto de diferença, com 44%, Serra tem 43%.
Nas regiões Norte e Centro-Oeste, a petista tem 49% e o tucano 42%. Por fim no Nordeste, a candidata do PT tem 37 pontos de vantagem, com 65%, contra 28% do candidato do PSDB.
Voto por escolaridade
Dilma e Serra mostram divisão entre os eleitores do ensino fundamental e do ensino superior. Entre os eleitores do ensino superior, Serra tem 50% da preferência, 11 pontos de vantagem, contra 39% de Dilma. Já entre os eleitores do ensino fundamental, a candidata do PT segue com 53% dos votos, com 17 pontos de vantagem, contra 36% do candidato do PSDB.
E por último, entre os eleitores do ensino médio Dilma está à frente de Serra, 49% contra 40%.
Eleitores por renda
O resultado do levantamento por renda mostra que os eleitores com mais de 10 salários mínimos (mais de R$ 5.101), 54% votam em José Serra, contra 38% em Dilma. Para os eleitores com renda de 5 a 10 salários mínimos (de R$ 2.551 a R$ 5.100), 48% declararam o voto na Dilma e 43% no Serra.
Entre os eleitores que tem renda de 2 a 5 salários mínimos, 46% votariam em Dilma e 43% em Serra. Por fim, para quem ganha até dois salários mínimos (que ganha até R$ 1.020), a petista tem 55% e o tucano 34%.
A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento foi realizado no dia 21 de outubro, com 4.037 entrevistas em 243 municípios e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 36536/2010.
FONTE: Cido Coelho, do estadão.com.br

Dilma sobe no Ibope: 56% dos votos válidos, contra 44% de Serra

Pesquisa Datafolha - Dilma mantém vantagem de 8 pontos

Segundo o Datafolha divulgado nesta sexta-feira pelo Jornal Nacional, o cenário é de estabilidade. Dilma Rousseff (PT) tem 54% dos votos válidos, contra 46% de seu oponente, José Serra (PSDB). Os números são iguais aos registrados na pesquisa realizada na semana passada .

Em votos totais, a petista registrou uma leve oscilação para baixo, passando de 48% para 47%, enquanto o tucano se manteve com 41%. De acordo com a pesquisa, a taxa de indecisos oscilou para cima e agora está em 8% (na pesquisa anterior era 7%). Os que pretendem anular o voto ou votar em branco, 4%, eram em número idêntico na semana anterior.

Para o Datafolha, essa oscilação se explica por uma queda de 3 pontos percentuais entre o eleitorado de menor escolaridade, que representa 47% do total de eleitores no Brasil.

A pesquisa foi realizada nos dias 14 e 15 de outubro com 3.281 eleitores de 202 municípios brasileiros e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento foi encomendado pela Folha e a Rede Globo, e foi registrada no TSE sob o número 35.746.

Votação por regiões; Dilma cresce no Sudeste

Além dos números gerais, o Datafolha também calculou o percentual alcançado pelos candidatos em segmentos do eleitorado como sexo e nas regiões do país. O quadro ao lado mostra as intenções de voto totais (que não incluem brancos, nulos e indecisos) de Dilma e Serra apuradas pelo instituto.

Entre os homens, Dilma aparece com 51% das intenções dos votos totais, contra 39% de Serra. Já entre as mulheres, Dilma e Serra têm, individualmente, 43% das intenções

No Norte/Centro-Oeste, Dilma foi de 44%, apurados no levantamento de 10 de outubro, para 45%, e Serra manteve os 46% da pesquisa anterior.

No Sudeste, Dilma foi de 41% para 43%, enquanto Serra se manteve em 44%.
No Sul, Dilma foi de 43% para 40%; novamente, Serra manteve o índice anterior, de 48%, de acordo com o Datafolha.

No Nordeste, Dilma passou de 62% para 60%; Serra foi de 31% para 30%.


Fonte: www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=139396&id_secao=1

Refletindo os votos de Claudia Petuba - A Cara do Novo Brasil

Os votos obtidos nestas eleições por Claudia Petuba, A Cara do Novo Brasil, pela Coligação Frente Popular por Alagoas I, encabeçada pelo ex-governador Ronaldo Lessa, que, sem a prática nefasta da compra de votos,  fiel, sempre defendendo e sempre pedindo por Ronaldo Lessa, mesmo, nos seus momentos de maior dificuldade ante o risco iminente do indeferimento de sua candidatura pelo TSE, drama encerrado, somente, às vésperas da eleição, com condições mínimas de recursos,  com origem em família sem tradição política, podemos afirmar que realmente surge uma nova liderança política em nosso Estado.

Senão vejamos o que representam os 4.476 votos sufragados em favor de Claudia Petuba, A Cara do Novo Brasil, por todo o Estado, sem se falar do elevado índice de abstenção de 22,11% (449.639 votos) tendo município que beirou os 40%, então faça sua reflexão:

Candidatos              Coligação/Partidos        Liderança   Votos    Classificação
Claudia Petuba - A Cara do  Novo Brasil             - Lessa   - 4.476 - 10º na coligação

Marcio Lessa  - Frente pelo Bem de Alagoas - Teotonio  - 3.815  -  9º na coligação

Orestes Alves   - Renova Alagoas I                  - Piones    - 2.800  - 1º na coligação

Ada Mello        - PTB-PRB-PMN-PSL-PHS-PTC  - Collor   - 3.426  -  6º na coligação

Yuri Miranda    - P S O L                            - Mario Agra   - 1.712  -  1º na coligação

Agradecimento do Pai de Claudia Petuba

Agradecemos, de coração e acima de tudo com a razão. a todo apoio recebido nessa jornada pela construção de uma nova imagem para a política de Alagoas.

Louvamos o esforço voluntário e o empenho de cada um, inclusive daqueles que pelas razões diversas não puderam ter uma participação mais efetiva.

Vamos continuar juntos e unidos, revendo estratégias, encontrando alternativas para seguir contribuindo para a renovação das esperanças de nosso povo.

Estamos todos de Parabéns, porque conseguimos deixar a Luz e um Caminho a seguir.

Viva "A Cara do Novo Brasil"