Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Bancário Aposentado, Escritor, Poeta, Administrador de Empresas, MBA em Negócios em Financeiros, Pós-Graduado em Gestão de Instituições do Ensino Superior, Especializado em Diálogo, Capacitação Locução e Apresentação de Rádio e Televisão. Militante do PCdoB.

Java

Paz Uma Porra!

Rendo aqui minhas homenagens a um dos versos do grande poeta Cícero Gomes com raízes em Alagoas, Muricí e ramificações no Brasil com seus aveixes do marketing digital, redes sociais e a vida como um todo.
Saudações ao amigo e twitteiro Poeta Cícero Gomes.

Paz Uma Porra!

onde falta paz é porque faltou justiça social
berrou no décimo gole de pinga cazuzinha tareco
com seus olhos belicosos de comunista.
hein seu poetinha de merda,te interrogo agora:
você acha que existe paz nas mãos sujas dos homens do canavial
você acha que existe paz na alma dos homens que foram
expulsos do campo por essa engrenagem perversa
você acha que existe paz nos barracos da favela
paz nas barrigas quebradas de farinha e sururu
paz nos meninos sambudos pelos vermes.
você acha que existe paz
nos corpos e almas aprisionadas pelo crack,seu merda!
paz é burguesa! coisa de riquinho,como berra num cantoconto,
marcelino freire.
eu não vejo paz nas meninas prostituidas
que tiveram sua infância roubada.
você acha que existe paz
no sono mal dormido das mães que tiveram seus filhos assassinados
neste estado de alagoas onde a justiça é só para pobre
e a democracia é um circo para eleger os ricos.
paz, ora paz
lei, ora lei!
paz uma porra!
..e não adianta camisas com brancas pombas
e não adianta manifestações e rezas__ o defeito é de fabricação,
sociedade do açucar__.
o defeito vem no cerne do que somos e fomos feito.
chega de pratos vazios!
chega de esmolas governamentais!
chega de discursos mirabolantes!
paz é um bibelô,um cocô pequeno burguês.
taí o crack, meu chapa, corroendo a sociedade por inteiro
do oiapoque a chuí
o crack dando de goleada no discurso oficial.
a paz que você quer poeta não existe,é coisa de romance.
paz uma porra!
ou se muda o sistema ou estaremos todos fudidos
mortos ou chorando nossos mortos.
__agora pague as minhas pingas.

Autor: Poeta Cicero Gomes
Fonte: http://palavradopoeta.blogspot.com.br/2012/06/paz-uma-porra.html?spref=tw

Sucateamento Vergonhoso do Estado de Alagoas

Este convite, numa boa hora, em que o Povo clama e chora por Liberdade para Viver, já que as demais liberdades não estão sendo respeitadas, proporcionou à população dilacerada de Alagoas  o mais fidedigno retrato do descaso e do desrespeito de nossas Autoridades Estaduais ao praticarem, por omissão, desmandos e desvios, a dilapidação e sucateamento das instituições que compõe máquina estatal e para-estatal.

Em todos os depoimentos de nossas briosas autoridades de carreira e servidores públicos, todos abnegados, verdadeiros back-offices, bombris,  subservientes patrióticos, proletários do desserviço público, que tentam fazer ante à total falta de recursos humanos e materiais, coisas que, por vêzes, ainda ganham Prêmios e Medalhas, mais pelo arregaço ético do cumprimento da Missão Impossível do que pelo desejo e apoio do Governador e Deputados Estaduais, extensivos aos Vereadores, também, Omissos e Ausentes, claro que com raríssimas exceções, mesmo em Ano Eleitoral, qual é a certeza que têm da impunidade e escravismo de seus vassalos Eleitores.

Todos viram e ouviram, secretários, juiz, promotor, defensor público, ongs, numa voz oníssona e impotente, porém, brava, ética e comprometida com a causa pública dizerem às Parlamentares dessa Heróica e Libertadora CPMI: "...a senhora sabe, não tenho equipe..." ...as senhoras viram, não temos estruturas nem pessoal...,"  "...sou eu sozinho para tudo isso..." ...fiz isso aqui nas carreiras pra vocês"... "...se falta estrutura, mas sobre amor..." "...tentamos fazer o que dá, priorizamos...".

Enquanto isso, temos, sabida e publicamente, alguns Duodécimos Faraonicamente Milionários que de tão valiosos e cubiçados, semeam muitos e muitos Desvios Galáxicos de Recursos Financeiros, enquanto que às vêzes contas de ernegia não são pagas.

Eu nem vou falar do IML, da segurança, da educação, da saúde e de tantas outras mazelas pleonasmos de infidelidade patriotica.

Quê que isso Gente!

Até quando isso vai durar?

Até onde vai a paciência ordeira e pacífica de nosso Povo?