Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
Bancário, Escritor, Poeta, Administrador com MBA em Negócios em Financeiros, Pós-Graduado em Gestão de Instituições do Ensino Superior, Especializado em Diálogo, Capacitação SindRádio em Rádio-TV.e Militante do PCdoB.

PCdoB - Viva seus 92 anos

Vivemos pelo Brasil afora o dia 25 de março de 2014 em efusiva comemoração e exaltação dos 92 anos de resistência de um partido que mais que a simbologia da foice e do martelo em sua bandeira vermelha que exprime o sangue e a luta de homens e mulheres, trabalhadores e trabalhadoras, lideranças de classes e sindicais, dos movimentos sociais em batalha constante com o Capital Rentista à serviço da Ciranda Financeira volúvel e Descompromissado com o Desenvolvimento de Povos e Nações.
Desnecessário se faz usar da retórica para enaltecer as grandes e verdadeiras revoluções sociais que mudaram e continuam mudando a face de atraso pela de crescimento sustentável de países, que, através de ações progressistas tanto de caráter social, como também nas hostes econômico-financeiras, usando a inteligência e a riqueza de uma Nação à serviço e benefício de seu Povo.
Mas, um Partido da grandeza do PCdoB não pode continuar sua luta sem apostar numa juventude verdadeiramente Comunista, com funções militantes e compromissos organizativos e financeiros definidos. Não esquecemos aqui, é claro, do inestimável apoio da UJS, União da Juventude Socialista, como celeiro e unidade gestacional de jovens líderes, mas, que por maior que seja, não conduz a massa da sociedade a conectar de forma rápida e intrínseca sua imagem à do Partido, seja pela ideologia socialista de sua bandeira, seja pela irreverência e liberdade de suas ações. Haverá com certeza quem diga que Todos sabem que UJS é PCdoB e vice-versa, mas, o Povão, nos mais recônditos rincões desse Pais e até mesmo em nossas grandes cidades e metrópoles sabe?
Vamos trazer os jovens direto dos grêmios escolares ao partido, ainda que com isenção financeira até o primeiro emprego, pois, é necessário forjar um partido renovado e forte para dobrar os 100 cem anos oxigenado com esse sangue novo em suas fileiras, militância e práticas.
Precisamos de um PCdoB moderno e ágil, menos engessado pelo centralismo burocrático, desenvolvendo uma dialética mais afinada com suas bases, encurtando distancias e processos administrativos.
Viva o PCdoB para os 100 e 1000 anos, na companhia do Povo, vivendo efusivamente o momento, de olho no futuro e em coerência com o seu passado.

Nenhum comentário: